Coluna Nova Vida em Cristo

Pra. Rosa Grassi

A Bíblia mostra a história de vários servos de Deus que viveram situações em que precisaram renunciar questões pessoais em favor dos propósitos do Senhor. Um deles que se sobressaiu pela sua atitude de renúncia, foi Moisés. Ele não apenas foi modelo de obediência, mas também de renúncia. Ele enfrentou algumas etapas difíceis em sua vida, e nelas mostrou que renunciava tudo para poder estar com Deus.

Renunciou ao Egito e a todos os privilégios do palácio de Faraó; abriu mão de sua vontade, sendo usado por Deus para libertar o povo afligido, levando-o para a terra que o Senhor havia separado.

Poderíamos mencionar tantos outros, que renunciaram suas vidas para fazer a vontade de Deus, mas quero falar do maior exemplo de abnegação, de renúncia, de entrega e de obediência, nosso modelo: Jesus Cristo. Fp.2.6 a 8 diz: Pois ele, subsistindo em forma de deus, não julgou com usurpação ser igual a Deus, antes a si mesmo se esvaziou assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homem, e reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou tornando-se obediente até à morte, e morte de cruz. Enquanto estava no mundo, Cristo abdicou de alguns de seus atributos divinos. Ele era perfeitamente Justo, Santo, Bondoso, Amoroso e misericordioso, mas, sua onipotência e onisciência não foram utilizadas por completo enquanto esteve na terra.

Apesar de renunciar ao uso de seus atributos, Jesus não deixou de ser Deus durante o tempo que viveu na terra; contudo, Ele abriu mão de sua Glória Celeste, de um relacionamento pessoal com o Pai. Enquanto exerceu aqui seu ministério, Cristo se colocou inteiramente submisso à vontade de Deus.

Na verdade, o que Jesus fez, foi abrir mão, renunciar seus privilégios por amor a nós. Ele se tornou servo, desceu do seu nível, e se fez igual a nós. Ele veio sentir o que sentimos.

Cristo fez a diferença, impactou o mundo, porque as qualidades de servos estavam presentes Nele. Não foi ninguém que o humilhou, que o rebaixou; foi Ele próprio quem se humilhou para cumprir a vontade do Pai: Salvar a todos os que Nele crer.

Jesus pagou o mais alto preço, quando morreu em nosso lugar, na cruz do Calvário, foi o preço de seu sangue sua vida.

Que possamos seguir seu exemplo, como o apóstolo Paulo nos convida em 1Co.11.1. Sede meus imitadores, como eu sou de Cristo. Para isso é necessário: Renúncia.

DEUS TE ABENÇOE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *