A atual administração que outrora adotava a cor laranja nas obras públicas e até nas placas de inauguração do Município, o que fazia menção clara a cor do partido político do Prefeito Melquíades Araújo, o Solidariedade, deixou de adotar esta postura, e tanto prédios públicos como as placas de inauguração voltaram a ter as cores azul e branco, que remetem as cores da bandeira da cidade de Jacutinga.
Não sabemos se esta decisão decorre da conscientização de que obras e prédios públicos pertencem à cidade e não a este ou aquele partido, ou se houve intervenção externa como do Ministério Público, que no passado já havia imposto ao ex-prefeito Noé Rodrigues que deixasse de usar a imagem de uma arca na logo de sua gestão.

De qualquer forma, a medida merece os nossos parabéns, se ao Prefeito ou ao Ministério Público não sabemos, pois a cidade ficou bem mais bonita, pois além de caracterizar o partido, deixara tudo mais feio.
Aliás, uma sugestão já dada por este jornal aos vereadores é que se crie uma lei municipal impondo aos futuros prefeitos que adotem as cores da cidade para os prédios e obras

municipais, e assim evitar que a cidade se torne um verdadeiro carnaval, com prédios amarelos, laranjas, vermelhos, roxo e tantas outras cores que representam partidos e interesses políticos de algum gestor eleito.Vale lembrar que num passado não muito distante, em São Gonçalo do Sapucaí, aqui no Sul de Minas, às margens da rodovia Fernão Dias, o prefeito da época pintou até os postes da cidade nas cores rosa e roxa, que ele utilizava nos seus prédios particulares, o que indignava todos os moradores da cidade.Dizem que a prevenção é a decisão mais inteligente e acer­tada, então é hora de algum dos onze vereadores ou talvez o próprio Prefeito que já entendeu o propósito da coisa pública, apresentar um projeto de lei neste sentido, e com isto evitar transtornos e abusos futuros pelos próximos gestores da nossa cidade.Trata-se de uma medida simples, mas extremamente importante para a cidade, que não pode ficar a mercê dos interesses políticos deste ou daquele partido ou político que chegar a poder.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *