Jacutinga ostenta o título de Capital Nacional das Malhas, e uma fatia expressiva das malhas retilíneas produzidas no País saem da nossa cidade, e a tradicional FestMalhas que até chegou a ser abandonada no passado, mas que em 2005 foi retomada e desde então vinha crescendo a cada ano, passou a ser reconhecido como a maior feira do segmento no País; porém, mais uma vez caiu no esquecimento, deixado de ser promovida até mesmo na modalidade virtual como ocorreu no último ano.
Vale dizer que outras cidades de Juruaia, que ostenta o título de capital da lingerie não deixou a peteca cair, e manteve sua feira na modalidade virtual, pois embora o resultado não seja tão satisfatório quanto a feira presencia, que devido a Pandemia não de ser realizada, mantém a cidade na lembrança dos consumidores, que mantem o referencial quando o assunto é lingerie.
Jacutinga poderia apostar mais uma vez no modelo virtual, mas a ACIJA – Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Jacutinga, e a Prefeitura, que eram que promoviam o evento abandonaram a idéia, e já estando no inverno, não se ventila a ideia de uma feira online, o que é lamentável do ponto de vista econômico e histórico da cidade.

Vale dizer que a FestMalhas Virtual de 2020 deixou os seus frutos, pois muitas malharias desde então, entraram de cabeça no segmento de vendas on line, e vem faturando alto desde então, mantendo seus lu-cros e claro, a oferta de empregos para os cidadãos locais, o que mantem a mola propulsora da economia em movimento, ainda que de forma modesta e acanhada.
Aos jacutinguenses que se preparavam o ano inteiro para esperar a feira, fica a esperança de que a pandemia alivie no próximo ano, e quem sabe, a ACIJA e Prefeitura optem por retomar a FestMalhas, com a intenção de resgatar toda sua pompa e poder econômico, pois estamos falando do maior evento econômico da cidade, que movimentava milhões e gerava emprego e renda para grande parte da população.

E que este frio anunciando a chegada do inverno que chegou e estacionou, permaneça para que as vendas na cidade decolem, mas que não venha a ponde de esfriar o coração e a memória daqueles que podem e deveriam mudar esta estória, fazendo com que a FestMalhas saia da lembrança e volte a fazer parte dos nossos dias frios, com a mesma pompa e os sorridos vindo das boas prosas na praça de alimentação e nos corredores dos estantes, com a certeza que com boas vendas se pode movimentar a cidade e a nossa população.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *