Pr. Emerson Silva Fernandes

A vontade de Deus

 

Talvez você se pergunte o que Deus quer de você. Muitos acreditam que apenas com religiosidade se consegue agradar a Deus e atrair as suas bênçãos. Acham que cumprir rituais é suficiente para agradá-lo, mas Ele tem expectativas muito maiores a nosso respeito, e descobrir quais são fará toda a diferença em nossas vidas.
Certamente você já saiba que a vontade de Deus está revelada na Sua Palavra, mas o profeta Miquéias, mais de 700 anos antes de Cristo, revelou de forma simples a vontade de Deus, e João Wesley ensinava que a vontade de Deus é muito simples, baseada na obediência. Talvez por isso muitos se tornem membros de Igrejas e fazem votos de não praticar o mal; fazer o bem; e obedecer a Sua Palavra, que é a Bíblia.
Em Miquéias 6 Deus instrui o Seu povo sobre o que Ele espera deles, e é isto que quero compartilhar hoje com vocês.
Para obedecermos plenamente a Deus e fazer Sua vontade, temos que observar alguns critérios com atenção. Vejamos o que o profeta Miquéias nos orienta a este respeito:
1) Pratique a justiça – O povo de Israel sabia o que é justo, o que é certo e errado, mas apenas isso não adianta. É preciso praticar. Praticar a justiça é empenhar-se na luta em favor do próximo. Tiago 4:17 diz que “Aquele, pois, que sabe fazer o bem, e o não faz, comete pecado.” Muitos pregam que Deus é amor, mas o amor sem justiça não é verdadeiro. Normalmente a palavra justiça na Bíblia tem o sentido de santidade, de adequação aos padrões de Deus.
Ele quer que nos preocupemos não com rituais, mas sim com as pessoas.
2 – Ame a misericórdia – Além de praticar a justiça, precisamos também amar a misericórdia para não sermos exagerados em nossa justiça. Não sejas demasiadamente justo, nem demasiadamente sábio: por que te destruirás a ti mesmo? (Eclesiastes 7.17). Muitas pessoas são excessivamente justas em cobrar, mas quando erra pede misericórdia, mas quando o erro é dos outros exige justiça. Como o credor incompassivo de Lucas 7:41-50.
Misericórdia é empatia, é se colocar no lugar do outro. É um amor em prol do outro, o que nos remete ao serviço beneficente, abençoar as pessoas que nos cercam. Podemos fazer isso pela oração, evangelismo e nos esforçando por suprir as necessidades de todos à nossa volta. Devemos amar a beneficência, agir com paixão e usarmos de misericórdia com os nossos irmãos.
3 – Ande em humildade com Deus – Temos que andar humildemente diante de Deus. Não adianta praticar a justiça para dizer que é melhor que os outros, nem fazer misericórdia para se mostrar melhor que os outro. Humildade é aceitar a humilhação. É promessa do Senhor que os exaltados serão humilhados e vice versa.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *