Por Emerson Silva Fernandes – Jornalista, 

Muitos podem dizer: que pergunta idiota. Será que o jornalista não sabe que o povo brasileiro se mobilizou, criaram um projeto de iniciativa popular com milhões de assinaturas e se manifestaram por todo o País para que a Lei da Ficha Limpa fosse aprovada pelo Congresso, impedindo que bandidos condenados por um colegiado de segunda instância ou por júri popular fique impedido de se candidatar?
Pois é, caros leitores, esta conquista foi muito celebrada por todos, mas a Câmara dos Deputados no apagar das luzes esta semana aprovou uma alteração na lei, que permitirá que estes marginais possam se candidatar. E agora os chamados “fichas sujas”, políticos que roubaram o dinheiro público e já foram julgados e condenados por um co-legiado, por crimes dolosos, aqueles que tiveram a intenção de cometer, vão poder se candidatar.
Os Deputados – lembrando que a maioria deles já foi condenado – aproveitando a fumaça política criada pela CPI da Covid e os reiterados ataques ao Presidente, criaram este projeto e o votaram a toque de caixa para que todos possam se candidatar e dizer no horário eleitoral gratuito – que na verdade é pago indiretamente com dinheiro público – que são bons homens e querem o melhor para a “nação”.
E pasmem leitores: 345 deputados votaram a favor do projeto, e apenas 98 se posicionaram contra este retrocesso no combate a corrupção.
Com isto, agora bandidos, políticos corruptos e criminosos contumazes que matam pela corrupção ao roubar verbas da saúde como vimos nesta pandemia – e para ajudar o STF diz que os governadores que desviaram o dinheiro não precisam se explicar na CPI sobre onde foi parar o dinheiro – justificando que o povo é que deve escolher.
O povo já escolheu ao criar a lei da ficha limpa por projeto de iniciativa popular e ao se manifestar nas ruas até que ela fosse aprovada. E se o povo tem direito de escolha, deveriam aprovar o voto auditável, pois assim os brasileiros terão a certeza que quem assumir realmente foi escolhido pelo povo, e não por quem comanda as urnas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *