Após ampla mobilização liderada pelo deputado federal Emidinho Madeira, o presidente da Frente Parlamentar do Café, que resultou na visita da ministra Tereza Cristina à Alfenas, logo após a forte geada do dia 20 de agosto, o CMN – Conselho Monetário Nacional, autorizou a reserva de R$ 1,32 bilhão do Funcafé. “A decisão do CMN é muito importante porque garante os recursos do fundo, o qual foi criado para atender a classe produtora. Portanto nada mais justo e correto do que esse posicionamento. Agora estamos aguardando o relatório técnico do Procafé que irá trazer um detalhamento das áreas atingidas”, comentou o parlamentar.
Segundo matéria publicada pelo Canal Rural, a aprovação se deu pelo presidente do banco central, do ministro da economia e do secretário especial de fazenda. Para o diretor de comercialização e abastecimento do Ministério da Agricultura, Silvio Farnese, os produtores de café não devem sofrer prejuízos por escassez de recursos. “Não podemos deixar de agradecer aos membros da Frente do Café, ao deputado federal Evair de Melo (vice-presidente) que nos acompanhou no sobrevoo às regiões atingidas, aos deputados Zé Vitor e Odair Cunha, à ministra da Agricultura Tereza Cristina, a Secretária Ana Valentini, ao presidente da Emater Otávio Maia, à bancada mineira na pessoa do líder deputado Diego Andrade e a todos os envolvidos nesta ampla mobilização em favor dos cafeicultores que foram prejudicados. A cafeicultura foi o setor que possibilitou a industrialização do Brasil. Tudo o que fizermos ainda será pouco diante da sua importância para o nosso país”, concluiu Emidinho Madeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *